Voluntariado

A Liderologia funciona a partir do voluntariado, ou seja, através de pessoas dedicadas a trabalho sem vínculo empregatício, prestando ajuda de modo espontâneo e efetivo.

O vínculo consciencial sobrevém quando as ideias e os interesses estão acima do interesse monetário. Nesse caso, a motivação dos voluntários está pautada na realização das tarefas esclarecedoras sobre a evolução consciencial e na liderança interassistencial.

Declaração Universal do Voluntariado

Em setembro de 1990, em Paris, a IAVE – International Association for Volunteer Effort, inspirada na Declaração dos Direitos Humanos, redigiu a Declaração Universal do Voluntariado. A Declaração estabelece que o voluntariado:

  • É uma decisão voluntária, apoiada em motivações e opções pessoais;
  • É uma forma de participação ativa do cidadão na vida das comunidades;
  • Contribui para a melhoria da qualidade de vida, realização pessoal e uma maior solidariedade;
  • Traduz-se, regra geral, numa ação ou num movimento organizado, no âmbito de uma associação;
  • Contribui para dar resposta aos principais desafios da sociedade, com vista a um mundo mais justo e mais pacífico;
  • Contribui para um desenvolvimento econômico e social mais equilibrado, para a criação de empregos e novas profissões.

Voluntariado na Liderologia

Todas as ações da Liderologia tem por base os seguintes princípios:

  • Coliderança Evolutiva
  • Cosmoética
  • Parapsiquismo interassistencial
  • Incentivo a autoliderança evolutiva
  • Intercooperação na reurbanização intra e extrafísica
  • Liberdade Consciencial
  • Princípio da descrença
  • Princípio do respeito evolutivo
  • Transparência
  • Vivência da singularidade consciencial
  • Universalismo

Para voluntariar na LIDEROLOGIA, o interessado precisa ter os seguintes requisitos:

  1. Ter exercido função de liderança em qualquer instituição ao longo de sua vida pessoal e profissional,
  2. Ter afinidade com a especialidade Liderologia,
  3. Estar de acordo com os princípios institucionais da Instituição,
  4. Ter participado de algum curso introdutório de Conscienciologia,
  5. Estar disposto a assumir a autoliderança evolutiva.

A Liderologia está estruturada com base no funcionograma abaixo:

Organograma.png

 

As áreas trabalham de forma fluida e complementar. Cada área acolhe diversos voluntários e estes buscam garantir o apoio necessário aos demais empreendimentos da Liderologia. Um pouco mais sobre cada área:

Inovação e Pesquisa. Responsável pela orientação e qualificação dos voluntários em inovação e pesquisa em Liderologia. Responsável em incentivar e manter o princípio da descrença nas ações científicas e parapedagógicas da instituição. Inovação e pesquisa é a razão de ser da instituição, e por isso, essa área apoia a produção e entrega de todos os pesquisadores-voluntários.

Sustentabilidade. Responsável pela implantação e manutenção dos elementos fornecedores de sustentabilidade à Instituição nos mais variados âmbitos. Recursos, Administração, Voluntários, Infra-estrutura. Cada um dos itens é essencial para o desenvolvimento tanto da Instituição, quanto de seus voluntários e de seus projetos específicos. De maneira geral, pode-se entender como área de atuação tudo o que seja interno à IC.

Representatividade. Responsável pela implantação e manutenção dos elementos de representatividade, comunicação e posicionamento externo da Instituição. As responsabilidades da área de Representatividade incluem a necessidade da Instituição se fazer presente nos contextos aplicáveis, bem como estar representada adequadamente por voluntários específicos nos mais variados âmbitos da CCCI e das comunidades em geral. A Comunicação deve seguir um plano estratégico de Marketing cosmoético, incluindo ações permanentes e pontuais (cursos, palestras, eventos). De maneira geral, pode-se entender como área de atuação tudo o que seja externo à IC.

Coordenação Geral. Responsável pelas parcerias interassistenciais, acompanhamento das coordenações de áreas, planejamento estratégico conjunto, acompanhamento dos indicadores interassistenciais, zelar pelo propósito de valor da Pré-IC e pelas relações institucionais evolutivas.

Pode-se facilmente perceber que os fluxos de trabalho acabam por interagir com várias áreas ao mesmo tempo, não é mesmo? É assim mesmo, a atuação é conjunta com foco nas prioridades do grupo.

O ponto chave dessa estrutura é que ela permite uma base sólida para que se desenvolvam os projetos da IC. Entretanto, onde nessa estrutura são alocados os projetos? Como eles se desenvolvem?

Atuação por projetos

Toda a estrutura da IC Liderologia foi desenvolvida para que fosse possível a atuação por projetos. Os projetos podem iniciar a qualquer momento via livre adesão dos voluntários.

São dois os pontos de conexão dos projetos com as áreas da IC:

  1. Os objetivos gerais e específicos do projeto devem estar alinhados com a área de Inovação e Pesquisa e com o materpensene da IC;
  2. O projeto deve ter projeto financiador específico alinhado com a área de sustentabilidade através de estudo de viabilidade.

Cada projeto é autônomo em sua organização interna e atuação, tendo como premissas os seguintes itens:

  1. Participação. O conjunto de práticas é definido a partir da colaboração espontânea do voluntário e de sua singularidade consciencial (competências, trafores e necessidades).
  2. Comprometimento. As equipes de trabalho compartilham ideias, ações e responsabilidades alinhadas aos objetivos pessoal e institucional.
  3. Descentralização. O modelo da gestão é de co-liderança e por projeto, incentiva a responsabilidade evolutiva individual no resultado grupal, a intercooperação e a motivação das equipes de trabalho, estimulando a qualificação de todos enquanto líderes de si mesmo.
  4. Sinergismo. Alinhamento dos propósitos de valor em comum e do megafoco institucional e grupal em prol do melhor para todos e do desenvolvimento e expansão da especialidade Liderologia.
  5. Amizade evolutiva. Frente aos desafios que o grupo enfrentará, acima de tudo o foco no profissionalismo interassistencial, nos resultados positivos e na amizade evolutiva.
  6. Transparência. Incentivo à transparência nas ações, projetos e interação entre todos os voluntários e parceiros colaborativos.
  7. Transversalidade. Atuação interdisciplinar com outras instituições e pesquisadores para maximizar os resultados interassistenciais e de reurbanização extrafísica.

Projetos em andamento

  • Dicionário Conscienciológico de Tipologia e Estilos de Liderança
  • Seminário de Biografias de Líderes
  • Blog da Liderologia
  • Debates no Canal Liderologia
  • Desenvolvimento de cursos práticos

1

Para entrar em contato com a gente é só enviar e-mail para contato@liderologia.org ou preencher o formulário a seguir. A entrevista de voluntariado será realizada via Skype ou presencialmente: